[info BR] Ministério da Cidadania e OIM assinam acordo para ampliar assistência para migrantes

Desde o início do fluxo migratório venezuelano para o Brasil e o lançamento da Operação Acolhida, resposta humanitária do Governo Federal, em 2018, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) trabalha em estreita colaboração com o Ministério da Cidadania. Para ampliar essa parceria, ambos firmaram um Acordo de Cooperação Técnica no final do mês passado.

odsf-info-br-mig-300x300 [info BR] Ministério da Cidadania e OIM assinam acordo para ampliar assistência para migrantes

O objetivo é aprimorar as ações de proteção e de integração socioeconômica para os refugiados e migrantes venezuelanos e os demais migrantes em situação de vulnerabilidade e comunidade de acolhida. No contexto da atual pandemia, também foram incluídos os migrantes internos brasileiros desempregados, em situação de rua, de exploração laboral ou sujeitos a outras violências e violação de direitos.

O Ministério da Cidadania trabalha diretamente com a OIM na Estratégia de Interiorização, que leva voluntariamente os venezuelanos para outras cidades do país. O intuito é aliviar a pressão sobre as estruturas públicas da Região Norte, especialmente nas áreas de saúde, assistência social e educação, e ampliar as possibilidades para um recomeço das pessoas que desejam permanecer no Brasil.

Atualmente, 645 municípios de todas as regiões recebem refugiados e migrantes. Ao todo, desde o início da Operação, em 2018, 46,5 mil migrantes venezuelanos foram interiorizados. Destes, cerca de 10 mil viajaram com passagens aéreas adquiridas pela OIM.

Fonte: OIM / Ministério da Cidadania