setembro 2022

[info PT] Quais são as cidades mais caras e as mais baratas para comprar casa em Portugal?

[info PT] Quais são as cidades mais caras e as mais baratas para comprar casa em Portugal?

Segundo o índice de preços do portal imobiliário Idealista, comprar casa em Portugal tem atualmente um custo médio de 2.393 euros por metro quadro. Apesar da estabilidade, entre julho e agosto as casas ficaram mais caras em 17 capitais de distrito no país. Segundo o índice, Guarda (9,2%), Braga (3,7%) e Aveiro (3,7%) lideram o top inicial. Seguem-se Funchal (3%), Faro (2,8%), Portalegre (2,7%), Évora (1,9%), Setúbal (1,5%), Bragança (1%), Porto (1%), Viseu (0,8%), Castelo Branco (0,7%), Beja (0,3%), Leiria (0,2%), Coimbra (0,2%) e Lisboa Continue lendo

[info PT] Em 15 anos a agência AICEP angariou 11 mil milhões de euros em investimento produtivo

[info PT] Em 15 anos a agência AICEP angariou 11 mil milhões de euros em investimento produtivo

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) é uma entidade empresarial do Estado Português que visa o aumento da competitividade e notoriedade de Portugal, através da dinamização de investimento estruturante e da internacionalização das empresas portuguesas. Desde que foi criada em 2007, criou escritórios em Lisboa e no Porto. Possui várias lojas de exportação espalhadas pelo país, e opera uma rede de mais de 50 delegações no exterior. Nestes 15 anos, a AICEP foi responsável pela angariação de 11 mil milhões Continue lendo

[info PT] 48 mil brasileiros receberam novas autorizações de residência do SEF no primeiro semestre de 2022

[info PT] 48 mil brasileiros receberam novas autorizações de residência do SEF no primeiro semestre de 2022

O número de novos imigrantes em Portugal ultrapassou no primeiro semestre do ano o total de 2021 ao serem atribuídos cerca de 133 mil novos títulos de residência, segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). Do total, 48.000 foram atribuídos a brasileiros. Atualmente, vivem no país 252 mil brasileiros com autorização de residência; no ano passado, foram 204.694. Se a atual intensidade dos fluxos migratórios se manter, poderão rapidamente chegar aos 300 mil. Dados divulgados pelo SEF dão conta que foram atribuídos mais 22 Continue lendo