[info PT] Preço das casas em Portugal subiu 5,8% no último ano

Entre março de 2020 e março de 2021, o preço das casas em Portugal subiu 5,8%: comprar uma casa portuguesa custa agora em média 2.181 euros por metro quadrado (m²).

As regiões mais caras são a Área Metropolitana de Lisboa (com 3.098 euros por m²), a região do Algarve (2.387 euros por m²), a região do Norte (1.850 euros por m²) e a Região Autónoma da Madeira (1.775 euros por m²).

As regiões mais baratas são a Região Autónoma dos Açores (1.013 euros por m²,), o Alentejo (1.023 euros por m²) e o Centro (1.128 euros por m²).

odsf-info-mig-300x300 [info PT] Preço das casas em Portugal subiu 5,8% no último ano

Lisboa continua a ser a cidade onde é mais caro comprar casa (4.773 euros por m²), seguido pelo Porto (2.978 euros por m²) e o Funchal (1.991 euros por m²).

Já as cidades mais económicas são Portalegre (648 euros por m²), Guarda (679 euros por m²), Beja (759 euros por m²) e Bragança (786 euros por m²).

O capital estrangeiro tem um peso cada vez maior sobre o mercado da habitação em Lisboa: em 2020, os investidores internacionais foram responsáveis por 40% do montante total investido na compra de casas na capital portuguesa, praticamente o dobro do registado quatro anos antes. Foram realizadas 4.971 aquisições de casas em Lisboa, menos 18,4% do que em 2019.

Por sua vez, o investimento em habitação na capital caiu 13,5% em 2020, totalizando 1.864 milhões de euros. Do total de operações, 3.462 foram realizadas por investidores nacionais: uma queda de 21,6% num total de 1.125 milhões de euros investidos (menos 19% face a 2019).

Já as operações realizadas por estrangeiros caíram 9,8%, num total de 1.509 operações, mas o volume transacionado só diminuiu em cerca de 3%, para um total de 739 milhões de euros.

Em 2020, os investidores internacionais pagaram, em média, 490.464 euros por uma casa em Lisboa, valor que representa uma subida anual de 8%, ficando, assim, 51% acima do preço médio de 324.957 euros investidos pelos compradores nacionais.

Fonte: Jornal de Negócios / Notícias ao Minuto