[info PT] Portugal lidera a lista de 100 melhores países para os nómadas digitais em 2022

Portugal é o melhor país para trabalhar remotamente: o país lidera o ranking para a conquista dos novos nómadas digitais segundo duas pesquisas recentes.

Portugal tem vindo a pontuar positivamente junto da comunidade nómada digital. Segurança, custo de vida e boas ligações de internet são apontadas como elementos positivos.

Como também, um visto para o teletrabalhador, elevado nível de conhecimento de inglês da população local, o país ser politicamente estável, sem violência e o clima agradável são alguns dos outros fatores listados pelo site de viagens francês Kayak.fr, que coloca Portugal no topo de uma lista de mais de 100 países.

Através do seu ‘Índice Voyages et Travail’, o site analisou cerca de 111 países, em função de 22 fatores, determinando quais os melhores para trabalhar à distância.

De uma pontuação de zero a 100, Portugal pontua 100. Espanha (com 93 pontos), Roménia (92), Ilhas Maurícia (90) e Japão (90), completam o top 5 dos países mais atrativos para os nómadas digitais segundo Kayak.fr.

[info PT] Portugal lidera a lista de 100 melhores países para os nómadas digitais em 2022

Portugal também ocupa o primeiro lugar na Nomad List, uma plataforma que representa uma comunidade de mais de 38 mil nómadas digitais, e que também avalia parâmetros como custo de vida, internet ou segurança em milhares de cidades pelo mundo.

Na mesma lista, a cidade do Porto surge na quarta posição.

A Ilha da Madeira, onde recentemente começou a funcionar a primeira aldeia nómada digital (Madeira Digital Nomads, um projeto desenvolvido pelo Governo Regional da Madeira, através do Startup Madeira), surge na 15.ª posição.

Ericeira (16.ª), Lagos (71.ª) e Portimão (87.ª) são outras cidades que aparecem na lista.

Por fim, Braga (111.ª), Açores (122.ª – que também está a receber um hub para os nómadas digitais), Coimbra (136.ª) e Aveiro (175.ª) também fazem parte da Nomad List.

Fonte: ECO / kayak.fr / nomadlist.com