Casou com português antes de 1981? Saiba como requerer sua nacionalidade portuguesa pela Base X

A mulher estrangeira que casou com português antes de 1981, pode adquirir a nacionalidade portuguesa sem a necessidade de comprovar ligação à comunidade nacional, conforme previsto na Base X da Lei n.º 2098, de 29 de julho de 1959.

Assim, se você é mulher e o seu casamento foi realizado antes de 1981, você terá a possibilidade de requerer a nacionalidade portuguesa com base nesta previsão legal, possibilitando o pedido da nacionalidade mesmo quando o casamento já se encontre dissolvido.

pexels-andrea-piacquadio-3768885-1024x683 Casou com português antes de 1981? Saiba como requerer sua nacionalidade portuguesa pela Base X

1. Qual a diferença entre a legislação de 1981 e a seguinte?

A principal diferença é que a norma de 1959 prevê que a mulher casada com português adquire a nacionalidade portuguesa, desde que até a data da celebração do casamento ela não declare não querer ser cidadã portuguesa.

Todavia, apesar do texto da lei prever a possibilidade de uma aquisição automática em razão do casamento celebrado, em termos práticos, é necessário instruir um pedido junto da Conservatória dos Registos Centrais, para concessão da nacionalidade portuguesa.

No entanto, diferente do processo da nacionalidade portuguesa com base na Lei n.º 37/1981, o processo fundamentado na Base X é isento do pagamento de emolumentos.

Outra diferença significativa se refere à não obrigatoriedade de comprovar ligação à comunidade nacional, ou mesmo o conhecimento da língua portuguesa, conforme previsto na Lei da Nacionalidade, Lei n.º 37/1981.

Entretanto, atualmente, os meios de prova de ligação foram alterados e, neste momento, ficou mais fácil para o cônjuge estrangeiro requerer a nacionalidade portuguesa.

Porém, como bem sabemos, nem sempre foi assim.

2. Quem pode requerer a nacionalidade portuguesa pela Base X?

O pedido da nacionalidade portuguesa pela Base X é reservado apenas às mulheres que se casaram com cidadãos portugueses antes de 1981.

Porém, os homens que queiram requerer a nacionalidade portuguesa, mesmo quando casados antes de 1981, devem ingressar com seu pedido nos termos da Lei n.º 37/1981.

pexels-tiff-ng-3130809-819x1024 Casou com português antes de 1981? Saiba como requerer sua nacionalidade portuguesa pela Base X

3. Existe um prazo para o pedido da nacionalidade portuguesa com base no casamento anterior a 1981?

Não, pois o pedido pode ser submetido em qualquer altura.

Até mesmo quando o casamento já tenha sido dissolvido por divórcio ou óbito.

Esta é outra diferença bastante significativa entre a Lei n.º 2098/59 e a Lei n.º 37/1981, uma vez que esta última prevê que o pedido da nacionalidade portuguesa deve ser realizado na constância do casamento.

4. Quais são os requisitos para submeter o meu pedido da nacionalidade portuguesa pela Base X?

A mulher casada com cidadão português deve apresentar o próprio pedido, ou por meio de seu representante legal, e declarar que até o momento da celebração do casamento não declarou não querer ser cidadã portuguesa, bem como provar que não perdeu sua nacionalidade anterior.

Igualmente, é essencial que o casamento esteja transcrito no registo civil português, dado que o assento de casamento será a base do pedido da nacionalidade.

5. Quais documentos devo apresentar para fazer o meu pedido?

Você deve apresentar os seguintes documentos junto da Conservatória dos Registos Centrais:

  • certidão do assento de casamento português;
  • certidão de nascimento da requerente, inteiro teor, apostilada;
  • cópia autenticada e certificada do documento de identificação;
  • declaração a confirmar que não declarou até a data da celebração do casamento não querer ser cidadã portuguesa, bem como comprovar que não perdeu sua nacionalidade anterior.
igor-rodrigues-FJ4snEyhhP0-unsplash-1024x683 Casou com português antes de 1981? Saiba como requerer sua nacionalidade portuguesa pela Base X

6. No caso de divórcio, quando a mulher volta a casar, pode o novo cônjuge adquirir a nacionalidade?

Sim, pode. O novo cônjuge poderá igualmente naturalizar-se português com base na Lei n.º 37/1981.

Contudo, relativamente aos filhos advindos desta nova relação, apenas os menores poderão ser naturalizados cidadãos portugueses.

7. Conclusão

Se você é mulher e se casou com cidadão português antes de 1981, faça o seu pedido com base na Base X. Mesmo que você esteja viúva ou divorciada.

Assim, você poderá usufruir de um procedimento muito mais simples para concessão da nacionalidade do que o pedido baseado na Lei n.º 37/1981 de 3 de outubro.

(Vanessa C. Bueno)

vanessa@odireitosemfronteiras.com

Clique aqui para falar comigo pelo WhatsApp.

[*Fonte das imagens: Pexels, Unsplash]