[info PT] Migrantes contribuíram oito vezes mais do que receberam para a Segurança Social

Em 2018, os imigrantes em Portugal contribuíram oito vezes mais do que receberam para a Segurança Social: houve um saldo positivo de 651,3 milhões de euros entre as contribuições dos imigrantes para os cofres do Estado português (746,9 milhões de euros) e os benefícios que obtiveram com prestações sociais (95,6 milhões). Nunca os imigrantes contribuíram tanto para as contas da Segurança Social e este valor é mais que o dobro do que há 5 anos atrás.

ODSF-Info-PT-Mig-Emp-300x300 [info PT] Migrantes contribuíram oito vezes mais do que receberam para a Segurança Social

Com isto, os estrangeiros residentes representam um contributo muito positivo para a sustentabilidade do sistema da segurança social em Portugal: há 60 contribuintes por cada 100 residentes estrangeiros (versus 42 nos portugueses) e há apenas 32 beneficiários por 100 contribuintes estrangeiros (versus 62 nos portugueses).

Fonte: Observatório das Migrações

*NISS NA HORA: Desde 1 de janeiro de 2020, é possível a atribuição de NISS (Número de Identificação de Segurança Social) na hora a cidadãos estrangeiros.